20180205

Concurseiro faz Concurso!

Por que vou prestar o STM 2018?

Tenho estudado para o concurso da Câmara dos Deputados, mas confesso que está difícil me manter focado estudando somente para este único concurso, que "está para sair" há quase dois anos. Por esta razão, tenho mantido uma rotina simples nas matérias básicas, mas "atirado" para outros concursos com matérias correlatas. Pretendo estudar para a Câmara dos Deputados do Distrito Federal, prestei o concurso do Tribunal de Contas de São Paulo e meu mais recente "tiro" foi uma inscrição de última hora no concurso do Superior Tribunal Militar. As matérias do concurso, em geral, são comuns a vários outros concursos que pretendo prestar, então é um ótimo treino, um simulado com um pingo de esperança (mesmo que baixa). Como adquiri recentemente a Assinatura Ilimitada do Gran Cursos Online, não terei despesas adicionais.

A premissa é a seguinte: eu tenho que estudar quase todas as matérias do edital das vagas da área administrativa, com exceção de Direito das Pessoas com Deficiência, Atendimento ao Público, Organização Judiciária Militar e Regimento Interno. Então vou pegar firme nas matérias que eu teria de estudar de qualquer maneira. Das restantes, conforme for meu rendimento, posso deixá-las em branco na hora prova.

Esta estória toda me fez pensar numa coisa que realmente importa quando estamos nos empenhando em uma jornada longa como a nossa. Como é importante a gente sentir que é concurseiro, tratar tudo isso como um esporte, como uma batalha ininterrupta. É muito fácil a gente se acomodar e acabar desistindo. Acordar cedo todos os dias, aprender matérias novas complicadas, colecionar reprovações, abrir mão de outros prazeres, isto tudo é muito duro e é preciso muita motivação e perseverança para continuar com foco e garra. Pode parecer besteira, mas fazer uma prova pra valer, mesmo que se tenha poucas chances, é muito válido para nos "manter em forma". Ser um concurseiro é quase um estilo de vida, um esporte que precisa ser praticado diariamente. Mas como qualquer esporte, além do treino diário também é preciso ganhar experiência em campo, praticar um jogo inteiro, suar de verdade, sofrer a derrota e levantar com garra, se dedicar até o fim do segundo tempo, lutar até o último segundo. É por isto que prestar concursos como este acaba sendo importante para a jornada no longo prazo, mesmo com poucas chances de aprovação. É para lembrar da frustração de fazer uma prova sem saber metade das questões, é sentir aquele frio na barriga na porta da sala, é a decepção ou alegria de ver sua nota final, é sentir aquele arrependimento por ter marcado errado uma questão que... não era pra ter errado.

Concurseiro faz concurso. E se você escolheu esta vida pra você, crie vergonha na cara, perca o medo de tentar, deixe a preguiça de lado e estude com a intenção de passar. É claro que as chances são baixas, mas é importante lutar de cabeça erguida. Quando a hora certa vier, e o concurso para o qual você está se preparando sair, você terá a experiência de batalhas anteriores. Quando seu momento vier e o medo assombrar sua mente, você lembrará que já enfrentou situações piores, em que pouco ou nada sabia, mas que lutou até o fim.

Concurseiro faz concurso. E eu preciso voltar a prestar concursos! Prestar concursos pode ser divertido se encararmos o desafio desta maneira. É um jogo de estratégia em que organizamos nossos recursos, calculamos nossas chances, depois enfrentamos nosso inimigo dando o melhor de nós. Ao fim da luta, o orgulho de que demos o nosso máximo!


Para aqueles que estão estudando para o STM 2018, recomendo o vídeo do professor Diogo Moreira, do Estratégia Concursos. Ele fala um pouco da prova e dá boas dicas.



Gostou do texto? Então assine a lista de emails para receber as atualizações do site!